25 de jan de 2013

A Unidade De Cada Um Com Todos

 por Gilberto Silos


















De todas as verdades que os Seres Superiores estão projetando sobre a Terra, nenhuma há mais importante e essencial para o progresso da raça humana, do que aquela que enuncia "a fundamental unidade de cada um com todos." Quanto mais rápida e completamente possam as pessoas do mundo inteiro aprender esta verdade fundamental, tanto mais brevemente transcenderão a guerra e os males, integrando-se no rumo ascensional da evolução.
A Filosofia Rosacruz nos ensina que o Universo e tudo o que nele se encontra funciona de acordo com um modelo divino, baseado em leis imutáveis. No início de nossa grande peregrinação setenária interna e ex­ternamente da matéria, nosso Deus Solar diferenciou dentro de si uma hoste de Espíritos Virginais, possuindo cada um deles a consciência total e dotado potencialmente de todos os poderes de seu Criador, que os enviou à materialidade.
Esses Espíritos, no curso de sua longa peregrinação, adquiriram veículos individuais de crescente densidade, que lhes deram a ilusão de separatividade. Além disso, a fim de ajudá-los a levar a carga humana; os Seres Superiores separaram-nos em raças e deram-lhes religiões peculiares adaptadas às suas necessidades. Contudo, o egoísmo neles sus­citado pelos Espíritos Lucíferos originou excessiva cristalização em seus corpos rácicos, de tal modo que, com o tempo, a maioria da humanidade estava a ponto de retroceder.
Com intuito de evitar um atraso desastroso na evolução da humanidade, Cristo, o poderoso Espírito Solar, uma emanação do Princípio do Cristo Cósmico e incorporação do poder do Amor-Sabedoria, voluntariamente veio a Terra e nela viveu pelo espaço de três anos e meio nos corpos denso e vital de um homem — Jesus — que era um alto iniciado de nossa onda evolutiva humana. Jesus foi especialmente preparado para desempenhar sua parte nesse importante drama cósmico. Na crucificação, o Espírito de Cristo deixou os corpos de Jesus e por meio de Seu sangue entrou na Terra, tornando-se o Espírito Interno de nosso planeta. Desde então irradia com intensidade crescente poderosíssimas vibrações através da Terra.
Cristo representa o princípio Unificante que se difunde no Universo - o Segundo Aspecto Macrocósmico do Deus de nosso sistema solar, bem como do microcósmico, no homem. A vinda desse Poder à Terra trouxe um ímpeto definido à humanidade, no sentido de livrá-la das cadeias da raça, do credo e do sexo. Deu-nos, outrossim, a possibilidade para compreender o princípio da unidade de cada um com todos, de modo a pô-lo em prática, na conquista de uma verdadeira fraternidade humana.

Realmente não podemos fugir à realidade de que todos os seres humanos quer no plano invisível, quer no visível, estão unidos por intangíveis e indissolúveis laços do espírito, tão reais como os que unem a Luz com o Sol de onde veio.
Desse modo, tudo o que nós, indivíduos, possamos pensar, sentir, dizer ou fazer afeta não somente a nós mesmos como também aos semelhantes, tanto os remotamente distantes como os que nos estão próximos.
Ainda que o tentássemos por todos meios, não podemos viver apenas como indivíduos, ou famílias, ou comunidades ou nações separadas, porque realmente vivemos todos num só mundo. Funcionando em nossos veículos físicos vivemos no Mundo Físico, e ao deixar esses veículos, pela morte, entraremos nos reinos suprafísicos, e lá continuaremos fazendo parte de nosso Criador e estaremos sob Sua guarda.
Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama,
eis que tu ali estás também.
Se tomar as asas da alva, se habitar nas extermidades do mar,
até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
                                                                                                               (Salmos 139:7-10)
publicado na revista Serviço Rosacruz, julho, 1965

Nenhum comentário:

Postar um comentário