5 de jan de 2014

Os Pastores Iniciados

por Corinne Heline (*)
Ref.: Lucas 2:15 a 17

“E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, e o menino deitado na manjedoura.E, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita;”

Quem eram esses pastores que se mantinham vigilantes à noite?

Naqueles tempos a grande fonte da economia eram os carneiros, e, por esta razão centenas de pastores viviam pelas colinas da Judéia, sem que, entretanto, a maioria notasse algo de extraordinário naquela noite.

O estudante do Cristianismo Místico sabe, porém, que esses pastores a quem o Anjo do Senhor apareceu, eram os Iniciados da Religião Ariana (o Carneiro), e como homens de elevada espiritualidade que eram, puderam clarividentemente perceber o Anjo mensageiro e clariaudientemente ouviram os cantos celestiais, proclamando a Nova Época que se inaugurava naquela noite. Foi na verdade, uma Noite Santa para a humanidade; foi a abertura do novo caminho que espiritualmente livrará o homem da roda do nascimento e da morte, possibilitando a todos aqueles que desejarem, beber da Água da Vida.

O nome David siginifica “bem amado”; Belém, a “casa do pão” ou o “princípio do coração” ou ainda o feminino manifestando-se em todas as coisas, do átomo até Deus. O desejo natural deve ser purificado e esse amor ou “princípio coração” deve ser expandido antes de Cristo poder nascer dentro de nós, pois as passagens da Bíblia correlacionam-se intimamente com nossas próprias vidas. Assim embora José e Maria vivessem em Nazareth, a setenta milhas além, era necessário, de acordo com a lei, que eles se deslocassem para Belém na ocasião em que se deu o nascimento da Criança. Similarmente, o grande princípio redentor do amor não poderá nascer em nenhum outro lugar, a não ser em Belém, que é a representação da vida purificada.

Jesus nasceu numa manjedoura, os animais alimentavam-se. Esse lugar representa a natureza dos desejos inferiores, que deve ser regenerada antes que o poder do Cristo possa nascer na estalagem, a qual simboliza a cabeça.

Assim, cada neófito no caminho da Iniciação deve também deixar Nazareth – a vida material – e iniciar a jornada a Belém, a vida impessoal purificada. Cada um verificará a princípio que não há acomodações na estalagem e que o nascimento deve ter lugar numa manjedoura onde os animais alimentam-se. Esse é realmente o significado do Natal. 

Pouco significa para Jesus que reverenciemos o Seu nascimento na Santa Noite, pois o importante é que possamos aprender a segui-Lo, encontrando o caminho que nos conduzirá à realização da nossa Noite Santa individual. Canta Angelus Silesius:

"Ainda que Cristo nascesse mil vezes em Belém,
Se não nascer dentro de ti, tua alma ficará perdida.
Em vão olharás a Cruz do Gólgota
A menos que dentro de ti, ela seja novamente erguida. "



(*) parte 9 (fev,1966) da série The Gospels de Corinne Heline, publicado na "Rays from the Rose Cross" no período de maio de 1965 a setembro de 1974. Tradução publicada na revista Serviço Rosacruz de março, 1967.
Relacionados:

Um comentário:

  1. Grata pelo blog, grata pelas postagem edificantes. Um grande e fraterno abraço querida irmã.

    ResponderExcluir